Oferta!

Interação Entre As Doenças e O Estado Nutricional Do Cafeeiro

Esta publicação aborda as características das interações das doenças do cafeeiro com seu estado nutricional e os mecanismos envolvidos para o controle das doenças relacionadas com a nutrição da planta.

R$9,00 R$7,20

2 em estoque

2 em estoque

Name Range Desconto
Desconto Especial até 30% 1 - 999 20 %
REF: Epamig-BO73 Categorias: , , ,

APRESENTAÇÃO: Esta publicação aborda as características das interações das doenças do cafeeiro com seu estado nutricional e os mecanismos envolvidos para o controle das doenças relacionadas com a nutrição da planta. Resultados obtidos com a pesquisa indicam que a quantidade dos nutrientes afeta o crescimento e a produção das plantas e que a deficiência ou o excesso destes determina a vulnerabilidade do cafeeiro à ocorrência das doenças.
Quanto ao estado sanitário das plantas em relação ao estado nutricional, há poucos trabalhos que apresentam a aplicação desses resultados em sistemas integrados de controle, principalmente nas regiões tropicais, onde essa alternativa, aliada ao aumento da produtividade das culturas e à qualidade dos produtos, minimizaria o uso de pesticidas.
Dessa forma, a nutrição mineral surge como uma opção viável para aumentar a resistência do cafeeiro às doenças, de forma que venha a seguir uma tendência mundial de reduzir o uso de agrotóxicos, diminuir o impacto ambiental e aumentar a sustentabilidade do agroecossistema, além de obter produtos mais saudáveis que proporcionem uma melhor qualidade de vida ao homem.
Diante disso, a EPAMIG apresenta este Boletim Técnico, que contém informações e estratégias para reduzir a severidade de doenças através da melhoria da nutrição mineral do cafeeiro.

Editora: Epamig

Ano: 2004

Páginas: 84

ISSN 0101-062X

SUMÁRIO
APRESENTAÇÃO
INTRODUÇÃO
INTERAÇÃO ESTADO NUTRICIONAL X DOENÇA DO CAFEEIRO
MECANISMOS DO CONTROLE DE DOENÇAS RELACIONADAS COM A NUTRIÇÃO
Resistência genética das plantas alterada pelos nutrientes
Redução do avanço da doença pelo acúmulo de compostos inibidores ao redor do sítio de infecção
Penetração e infecção por patógenos evitadas por barreiras mecânicas
Resistência à degradação dos tecidos pelos patógenos
Escape ou evasão às doenças
Tolerância
Efeito dos nutrientes na virulência, sobrevivência ou na multiplicação dos patógenos
COMO COMPROVAR O EFEITO DA NUTRIÇÃO DAS PLANTAS SOBRE AS SUAS DOENÇAS
Efeito da adubação na severidade de doenças
Estado nutricional de plantas sadias e doentes
Interações entre a disponibilidade de nutrientes e a incidência ou severidade das doenças
ESTRATÉGIAS PARA REDUZIR A SEVERIDADE DE DOENÇAS E MELHORAR A NUTRIÇÃO DA PLANTA
Resistência genética da planta (suscetível, resistente, imune, tolerante)
Fertilidade do solo (deficiente, suficiente ou excesso)
Forma predominante do nutriente e a sua estabilidade no ambiente
Taxa, tempo e método de aplicação do nutriente
Efeitos do desequilíbrio de íons associados aos nutrientes essenciais
Integração entre adubação e outras práticas culturais
FUNÇÕES E EFEITOS DOS NUTRIENTES NAS DOENÇAS DAS PLANTAS
COMO AS DOENÇAS AFETAM O ESTADO NUTRICIONAL DAS PLANTAS
CONSIDERAÇÕES FINAIS
REFERÊNCIAS